7 Motivos para você fazer um curso preparatório para PM-SP

Veja abaixo 7 Motivos para você fazer um curso preparatório para PM-SP.

  1. O que é um cursinho preparatório para você ? Primeiro você tem que fazer essa pergunta a si mesmo, pois um curso preparatório não é um local onde acontece milagres mas sim te coloca na linhas nos estudos. É muito importante um curso presencial pois tem contato com professores e outros concurseiros.
  2. “Porque fazer um curso preparatório se posso estudar sozinho em casa?” Muitos concurseiros dizem isso mas estudar em casa é uma tarefa complicada pois precisa de muito foco e dedicação, e as vezes por trabalharem em tempo integral acabam não conseguindo estudar a noite e pegam no sono, e assim não conseguindo a vaga tão desejada.
  3. Quem deve fazer um curso preparatório ? São pessoas que se sentem inseguras em prestar um concurso ou que estão afastadas da escola a algum tempo.
  4. Um curso presencial com todas as matérias do edital tem um valor baixo, se deseja saber mais mande uma mensagem no WhatsApp (18) 99144-3081.
  5. A matrícula do curso pode ser feita em nossa escola, de segunda a sexta das 09:00 as 18:00 e se você se sente despreparado nosso curso é ideal para você.
  6. O concurso já está logo ai e você deve ser rápido, nosso curso tem inicio dia 18-09-2018 e são poucas vagas para essa última turma.
  7. Para saber mais nos procure no endereço Almirante Barroso, 188-1 – Presidente Venceslau – São Paulo

 

Acesse nossa página e veja com candidatos aprovados. Passe Já Concurseiro

Comentar com Facebook

Concurso PM SP Soldado 2018/2019: Vunesp é definida organizadora do edital com 2.700 vagas de nível médio! Até R$3mil

Polícia Militar do Estado de São Paulo vai divulgar a abertura de edital de concurso público (Concurso PM Soldado) em breve para o cargo de Soldado PM de 2ª Classe do Quadro de Praças. As oportunidades serão divulgadas para candidatos com o ensino médio completo. Ao todo foram autorizadas 5.400 vagas, sendo que o primeiro edital, com 2.700 vagas, poderá sair já neste semestre.

Um grande passo foi dado nesta quinta-feira, 08 de fevereiro. A Fundação Vunesp, organizadoras dos últimos editais da PM/SP, foi novamente escolhida para organizar o certame.

“Diante dos elementos de instrução do processo, da exposição de motivos do Secretário da Segurança Pública e das manifestações das Secretarias de Planejamento e Gestão e da Fazenda, autorizo a Polícia Militar do Estado de São Paulo a adotar as providências necessárias para a abertura de concursos públicos, visando ao provimento, em duas etapas, de 5.400 cargos vagos de Soldado PM de 2º Classe do Quadro de Praças, sendo 2.700 em maio de 2019 e 2.700 em janeiro de 2020, observadas as disponibilidades orçamentário-financeiras e obedecidos os demais preceitos legais e regulamentares atinentes à espécie, diz o texto de autorização (veja abaixo).

O Concurso PM SP Soldado 2018/2019

Para concorrer a uma das vagas no concurso da PM-SP, o candidato deverá ter nível médio completo e idade entre 17 e 30 anos. Além disso, ter 1,60m de altura (homem) e 1,55m (mulher) e Carteira Nacional de Habilitação no mínimo na Categoria B são requisitos para participar do concurso público.

O Soldado terá que realizar o policiamento ostensivo e a preservação da ordem pública, envolvendo a repressão imediata às infrações penais e administrativas e a aplicação da lei, nas diversas modalidades de policiamento, sempre primando pela defesa da vida, da integridade física e da dignidade da pessoa humana, em conformidade com os princípios doutrinários de polícia comunitária, de direitos humanos e de gestão pela qualidade, por intermédio da conclusão com aproveitamento do Curso Superior de Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública, destinado a formar, com solidez teórica e prática, o profissional ocupante do cargo inicial do Quadro de Praças da Polícia Militar.

Inscrição Concurso PM SP Soldado 2018/2019

Os interessados em concorrer a uma das vagas no concurso da PM de São Paulo poderão se inscrever no site da organizadora, em data a ser conhecida. A taxa de inscrição deve girar em torno de R$60,00.

Provas do Concurso PM SP Soldado 2018

O concurso terá provas objetivas com 50 (cinquenta) questões de múltipla escolha com cinco alternativas cada uma, sendo apenas uma alternativa correta. A avaliação contará com questões de Língua Portuguesa (18), Matemática (12), Conhecimentos Gerais (10), Noções de Informática (05) e Noções de Administração Pública (05).

As provas escritas serão aplicadas nas cidades de Araçatuba, Bauru, Campinas, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo ou Sorocaba.

Haverá ainda, conforme o edital, prova de redação, de caráter eliminatório e classificatório, exames de aptidão física, de caráter eliminatório, exames de saúde, exames psicológicos, investigação social e análise de documentos e títulos.

O concurso público terá validade de 90 (noventa) dias, a contar da data de sua homologação e poderá, a critério da Administração, ser prorrogado por igual período

Teste de Aptidão Física (TAF) – Concurso PM SP – Soldado

(A) TESTE DE APOIO DE FRENTE SOBRE O SOLO (FLEXÃO E EXTENSÃO DE COTOVELOS) – PARA O PÚBLICO MASCULINO

O candidato deverá apoiar as mãos no solo, separadas com distância biacromial (largura dos ombros), braços totalmente estendidos e dedos indicadores paralelos e voltados para frente, mantendo um alinhamento corporal entre tronco, quadril e pernas. Ao sinal do avaliador o candidato deverá flexionar os cotovelos até formar uma angulação mínima de 90 graus e aproximar o tórax a 10 centímetros do solo, devendo retornar à posição inicial, estendendo completamente os cotovelos. O resultado do teste será a quantidade de repetições corretas realizadas pelo avaliado no tempo de 01 (um) minuto.

– o teste iniciar-se-á com a voz de comando do avaliador “Prepara!” “Atenção!” “Já!”, e encerrado com a voz de: “Pare!” ou o teste será realizado por meio eletrônico;

– ao comando “Já!” aciona-se o cronômetro, e aos 60 (sessenta) segundos dá-se a voz de “Pare!”, quando o candidato interrompe sua execução;

– as execuções incorretas ou os movimentos incompletos não serão computados; – os cotovelos devem estar em extensão total para o início do movimento de flexão;

– o candidato, durante a execução dos movimentos deverá permanecer com a coluna ereta e os joelhos estendidos e pés unidos;

– a movimentação e flexão de quadris ou pernas, fora dos padrões estabelecidos anteriormente, como forma de auxiliar a execução do movimento, o invalidará;

– caso o candidato encoste com qualquer parte do corpo no solo (exceto aquelas já citadas, pés e mãos), aquele movimento não será considerado, sendo que para que os movimentos posteriores sejam contados, o candidato deve adotar a posição inicial e proceder conforme o descrito anteriormente.

(B) TESTE DE APOIO DE FRENTE NO SOLO, SOBRE O BANCO (FLEXÃO E EXTENSÃO DE COTOVELOS) – PARA O PÚBLICO FEMININO

A candidata deverá apoiar as mãos no solo, separadas com distância biacromial (largura dos ombros), braços totalmente estendidos e dedos indicadores, paralelos, voltados para frente, mantendo alinhamento entre tronco, quadril e pernas; os joelhos devem estar apoiados próximos à borda do banco sueco de aproximadamente 36 (trinta e seis) cm de altura. Ao sinal do avaliador, a candidata deverá flexionar os braços (cotovelos) até formar um ângulo mínimo de 90 graus e aproximar o tórax a 10 centímetros do solo, devendo retornar à posição inicial, estendendo completamente os cotovelos. O resultado do teste será a quantidade de repetições corretas realizadas pela avaliada no tempo de 01 (um) minuto;

– o teste iniciar-se-á com a voz de comando do avaliador “Prepara!” “Atenção!” “Já!!!”, e encerrado com a voz de: “Pare!” ou o teste será realizado por meio eletrônico;

– ao comando “Já!” aciona-se o cronômetro, e aos 60 (sessenta) segundos dá-se a voz de “Pare!”, quando a candidata interrompe sua execução; – as execuções incorretas ou os movimentos incompletos não serão computados;

– os cotovelos devem estar em extensão total para o início do movimento de flexão; – a candidata, durante a execução dos movimentos, deverá permanecer com a coluna ereta e os joelhos estendidos e pés juntos;

– a movimentação e flexão de quadris ou pernas, fora dos padrões estabelecidos anteriormente, como forma de auxiliar a execução do movimento, o invalidará;

– uma linha, a 10 (dez) centímetros da borda do banco sueco, será marcada em toda a extensão de seu comprimento, que delimitará a área em que deverão estar apoiados os joelhos da candidata;

– caso a candidata encoste com qualquer parte do corpo no solo (exceto as mãos), aquele movimento não será considerado, sendo que para que os movimentos posteriores sejam contados, a candidata deve adotar a posição inicial e proceder conforme o descrito anteriormente.

(C) TESTE DE RESISTÊNCIA ABDOMINAL

O candidato adota a posição inicial em decúbito dorsal, com pernas completamente estendidas no prolongamento do corpo e as mãos tocando o solo acima da cabeça. Ao sinal do avaliador o candidato iniciará o teste, flexionando o tronco e quadril, simultaneamente com a flexão dos joelhos, adotando a posição sentada, mantendo os braços estendidos à frente do corpo e paralelos ao solo, de forma que se verifique o alinhamento dos cotovelos aos joelhos, retornando, na sequência, à posição inicial, onde qualquer parte dos membros superiores deverá encostar no solo acima da cabeça, estando os braços flexionados ou não, momento em que será anotada uma execução. Este procedimento deve ser executado, repetidamente, tantas vezes quanto possível, no tempo limite de 60 (sessenta) segundos.

– o teste iniciar-se-á com a voz de comando do avaliado “Prepara!” “Atenção!” “Já!!!”, e encerrado com a voz de: “Pare!”. Ao comando “Já!” aciona-se o cronômetro, e aos 60 (sessenta) segundos dá-se a voz de “Pare!”, no momento em que candidato interrompe sua execução, ou será realizada por meio eletrônico;

– serão computadas apenas as execuções corretas do exercício, conforme descrito acima;

– a flexão e extensão de quadril, tronco e joelhos deverá ocorrer simultaneamente;

– não será permitida qualquer forma de auxílio durante o movimento (ex.: abraçar ou apoiar-se nos joelhos ou na parte posterior das pernas, ou apoiar cotovelos no solo).

– os pés devem tocar no solo no início, no meio e no fim do movimento, ou seja, na posição inicial, no momento da flexão de tronco e após a extensão.

(D) TESTE DE CORRIDA DE 50 (CINQUENTA) METROS

O teste será realizado em terreno plano, onde deverá haver a demarcação das linhas de largada e de chegada, compreendendo a distância de 50 (cinquenta) metros entre elas. O candidato posiciona-se inicialmente atrás da linha de largada, adotando um afastamento anteroposterior das pernas, com o pé da frente o mais próximo possível da referida linha. Ao sinal do avaliador o candidato parte em máxima velocidade, objetivando cruzar a linha de chegada no menor tempo possível, que será anotado pelo cronometrista, com precisão em centésimos de segundo, que estará sobre a linha de chegada.

– o teste iniciar-se-á com a voz de comando do avaliador “Prepara!” “Atenção!” “Já!!!”, ao comando “Já!!!” o referido avaliador, concomitantemente, realiza um movimento rápido com o seu braço empunhando uma bandeirola, que se encontrava estendido acima da cabeça, de cima para baixo, momento em que o avaliador (cronometrista) aciona o cronômetro que será travado quando o candidato cruzar a linha de chegada ou será realizada por meio eletrônico;

– não será autorizado o uso de bloco de partida para a largada; – caso o candidato realize uma saída falsa, ele terá outra chance para realizar a tentativa. Caso o candidato persista no erro (realize uma segunda saída falsa), ele perderá a tentativa, obtendo 0 (zero) pontos naquela tentativa.

(E) TESTE DE CORRIDA DE 12 (DOZE) MINUTOS

O teste deverá ser realizado em terreno plano, com demarcações de 50 em 50 (cinquenta) metros. O candidato se posicionará atrás da linha de largada, aguardando o sinal de partida. Ao sinal do avaliador, o candidato iniciará o teste, estabelecendo um ritmo apropriado de corrida, objetivando percorrer a maior distância possível em metros, dentro do limite de tempo de 12 (doze) minutos, que será anotada pelo avaliador ao término do teste.

– o teste iniciar-se-á com a voz de comando do avaliador “Prepara!” “Atenção!” “Já!!!”. Ao comando “Já!!!” o avaliador acionará o cronômetro ou será realizada por meio eletrônico. Aos 10 (dez) minutos, será dado um silvo curto de apito para ciência dos candidatos, sendo final do teste sinalizado com 2 silvos longos de apito, momento em que o candidato deverá interromper o esforço e aguardar na pista até que o avaliador constate e faça a anotação de sua marca;

– o candidato não pode parar durante a realização do teste, sob pena de ser considerado desistente e, portanto, inapto.

Sobre a PM de São Paulo

Com base na estrutura determinada pela legislação federal, a Polícia Militar do Estado de São Paulo encontra-se organizada para alcançar eficiência, eficácia e efetividade nas ações policiais militares, na seguinte estrutura:

Estrutura da Polícia Militar: Órgãos de Direção Geral, Órgãos de Direção Setorial, Órgãos de Apoio, Órgãos de Execução, Órgãos de Assessoria.

  • CAJ – Coordenadoria de Assuntos Jurídicos
  • CCB – Comando do Corpo de Bombeiros
  • CComSoc – Centro de Comunicação Social da Polícia Militar
  • CIPM – Centro de Inteligência da Polícia Militar
  • Cmt G – Comandante Geral
  • Coord Op PM – Coordenador Operacional da Polícia Militar
  • Correg PM – Corregedoria da Polícia Militar
  • CPAmb – Comando de Policiamento Ambiental
  • CPC – Comando de Policiamento da Capital
  • CPChq – Comando de Policiamento de Choque
  • CPI – Comando de Policiamento do Interior
  • CPM – Comando de Policiamento Metropolitano
  • CPRv – Comando de Policiamento Rodoviário
  • CPTran – Comando de Policiamento de Trânsito
  • EM/PM – Estado-Maior da Polícia Militar
  • Gab Cmt G – Gabinete do Comandante Geral
  • GRPAe – Grupamento de Radiopatrulha Aérea da Polícia Militar
Informações do concurso
  • Concurso: Polícia Militar do Estado de São Paulo
  • Banca organizadora: a definir
  • Escolaridade: nível médio
  • Número de vagas: 5.400 vagas
  • Remuneração: Inicial de R$ 3.034,05
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: AUTORIZADO

 

Comentar com Facebook

Concurso Polícia Federal 2018 já estaria autorizado com 600 vagas, informa FENAPEF! Até R$24mil

Cresce a expectativa de realização do concurso da Polícia Federal 2018 (Concurso PF 2018). O presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (FENAPEF), Luís Antônio Boudens, informou que o concurso da corporação já estaria autorizado pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) com 600 vagas. A informação de liberação do certame foi passada pelo diretor-geral da Polícia Federal, delegado Fernando Segóvia, em reunião com sindicalistas no dia 27 de dezembro.

“Nessa reunião, Segóvia nos disse que, com o orçamento e a autorização de gastos (empenho) aprovados, que são o ponto de partida desse concurso, o edital finalmente poderá sair do papel, só dependendo agora da resolução dos trâmites burocráticos, como a escolha da organizadora e elaboração do cronograma”, disse Boudens. As informações foram confirmadas ao site Folha Dirigida Online.

O concurso da Polícia Federal 2018

concurso da Polícia Federal 2018 foi solicitado com 1.758 vagas. No entanto, o governo só teria autorizado 600 vagas, com oportunidades para Delegado (50), Agente (150), Perito (100) e Escrivão (300). A solicitação de concurso da PF/2018 está sendo tratada em dois processos, que tramitam em conjunto desde o ano passado. O certame também está previsto para 2018 com programação para arrecadações com inscrições (veja abaixo).

A Polícia Federal tem objetivo de divulgar o edital ainda este ano. Após o governo autorizar os concursos da ABIN, MAPA e AGU, todos do âmbito federal, os concurseiros que aguardam a abertura do edital da PF se animaram com a chance de publicação do concurso. Veja movimentação abaixo:

Lembrando que em entrevista recente, o diretor-geral da corporação, Fernando Segóvia, afirmou que pretende aumentar o quantitativo da PF. “Foi detectado que uma falta de contingente da PF tem deixado uma velocidade de produção um pouco menor do que talvez fosse o necessário”, disse.

A Polícia Federal pode autorizar concurso?

A autonomia teórica para a abertura de concursos foi conquistada pela PF no fim de 2014 e faz com que o órgão seja considerado uma das exceções à política de suspensão dos concursos públicos em andamento no governo federal. Apesar disso, a PF ainda não conseguiu o aval para realizar a seleção de delegado e perito, que já havia sido demandada. Com a inclusão dos cargos de agente e escrivão nos planos, o órgão deverá reforçar as negociações junto ao Planejamento.

De acordo com o decreto 8.326, já promulgado em 10 de outubro de 2014 pela presidência da república, a Polícia Federal não precisa mais de autorização por parte do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) para abrir novos concursos. Apesar disso, ainda precisa de um parecer do órgão sobre as condições financeiras para o provimento das vagas.

O Concurso da Polícia Federal 2018

A expectativa é que o concurso da Polícia Federal 2018 ofereça uma oferta expressiva de vagas para os cargos de Delegado, Perito, Agente e Escrivão. Os cargos têm as seguintes exigências e atribuições:

Delegado de Polícia Federal

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior de bacharel  em  Direito,  fornecido  por instituição  de  ensino  superior  reconhecida  pelo  Ministério  da Educação.

ATRIBUIÇÕES:  instaurar e presidir procedimentos policiais de investigação, orientar e comandar a execução de investigações relacionadas com a prevenção e repressão de ilícitos penais, participar do planejamento de operações de segurança e investigações, supervisionar e executar missões de caráter sigiloso, participar da execução das medidas de segurança orgânica, bem como desempenhar outras atividades, semelhantes ou destinadas a apoiar o Órgão na consecução dos seus fins.

Perito Criminal

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior na área de atuação.

ATRIBUIÇÕES:  realizar exames periciais em locais de infração penal, realizar exames em instrumentos utilizados, ou presumivelmente utilizados, na prática de infrações penais, proceder pesquisas de interesse do serviço, coletar dados e informações necessários à complementação dos exames periciais, participar da execução das medidas de segurança orgânica e zelar pelo cumprimento das mesmas, desempenhar outras atividades que visem apoiar técnica e administrativamente as metas da Instituição Policial, bem como executar outras tarefas que lhe forem atribuídas.

Escrivão de Polícia

REQUISITO:  diploma,  devidamente  registrado,  de conclusão  de  curso de  nível  superior,  fornecido  por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

ATRIBUIÇÕES: dar cumprimento às formalidades processuais, lavrar termos, autos e mandados, observando os prazos necessários ao preparo, à ultimação e à remessa de procedimentos policiais de investigação; acompanhar a autoridade policial, sempre que determinado, em diligências policiais, dirigir veículos policiais; cumprir medidas de segurança orgânica; atuar nos procedimentos policiais de investigação; desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa, bem como executar outras tarefas que lhe forem atribuídas.

Agente de Polícia Federal

REQUISITO:  diploma,  devidamente  registrado,  de conclusão  de  curso de  nível  superior,  fornecido  por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

ATRIBUIÇÕES:  executar investigações e operações policiais na prevenção e na repressão a ilícitos penais, dirigir veículos policiais, cumprir medidas de segurança orgânica, desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa, bem como executar outras tarefas que lhe forem atribuídas.

Salários foram reajustados para 2018

Os salários dos servidores foram reajustados. Para as funções de Agente e Escrivão, na segunda classe, os ganhos sobem para R$ 12.374,65, indo para R$ 12.940,69 em janeiro de 2018 e R$ 13.502,41 em janeiro de 2019. Na primeira classe, as remunerações chegam a R$ 14.405,33 em 2017, R$ 15.067,83 em 2018 e R$ 15.725,27 em 2019. Já na classe especial, os salários são de R$ 17.497,24 em 2017, R$ 18.306,60 em 2018 e R$ 19.109,79 em 2019.

Já para Perito e Delegado da PF, na segunda classe, as remunerações chegam a R$ 22.265,68 em 2017, R$ 23.710,07 em 2018 e R$ 24.756,42 em 2019. Já na primeira classe, os salários serão de R$ 25.897,24 em 2017, R$ 27.105,60 em 2018 e indo para R$ 28.304,74 em 2019. Na classe especial, os servidores recebem R$ 28.720,24 em 2017, R$ 30.062,70 em 2018 e R$ 31.394,91 em 2019.

Déficit é alto

Segundo informou o Tribunal de Contas da União (TCU), a PF está com efetivo insuficiente para combater os ilícitos praticados nas regiões de fronteira. Na opinião do presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Jones Leal, o departamento deveria quadruplicar o quantitativo de policiais nessa faixa do território, que hoje não chega a 500. “No mínimo, na pior das hipóteses, necessita de 2 mil policiais”, frisou.

Ainda de acordo com Jones, o problema é grave. “Nosso problema nas fronteiras é gravíssimo. Temos faixa de fronteira de 100 quilômetros sem nenhum policial. Fronteira seca por onde entra e sai todo tipo de ilícito”, alertou. “Nós não fabricamos AR-15, não fabricamos M16, não fabricamos AK-47, não fabricamos nenhum tipo de armamento pesado, e eles estão todo dia sendo apreendidos pelas polícias do nosso país”, lamentou.

Organizadora do Concurso PF 2018

Os concursos da Polícia Federal são tradicionalmente organizados pelo Cebraspe, Cespe/Unb. Os inscritos são avaliados por provas objetivas e discursivas, exame de aptidão física, exame médico, avaliação psicológica, prova prática de digitação (apenas escrivão), avaliação de títulos, prova oral (apenas delegado) e curso de formação profissional.

Provas / Conteúdo Agente Policial do Concurso da Polícia Federal

No último concurso para agente, a prova objetiva foi sobre Língua Portuguesa, Atualidades, Raciocínio Lógico, Noções de Informática, de Administração, de Contabilidade, de Economia e de Direito (Penal, Processual Penal, Administrativo e Constitucional), além de Legislação Especial. As provas são aplicadas em todas as capitais e os aprovados são inicialmente lotados justamente nas regiões de fronteira.

Concurso da PF para nível médio

Além das vagas para Delegado, Perito, Escrivão e Agente, a expectativa é que em breve um novo concurso seja divulgado para Agente Administrativo, função que tem requisito de nível médio. De acordo com o presidente da Federação, quase 70% dos que ingressaram no último concurso para o setor já deixaram o órgão.

Comentar com Facebook

Concurso SAP SP 2018: Saiu o edital com 416 vagas para nível médio e superior! Até R$ 3.243,02

Saiu o edital! A Secretaria Estadual de Administração Penitenciária de São Paulo faz saber aos interessados a abertura de edital de concurso público (Concurso SAP SP 2018) para o preenchimento de nada menos que 416 vagas em cargos de níveis médio, técnico e superior. A empresa Sarmento Concursos tem a responsabilidade do certame.

A realização do presente concurso foi autorizada conforme despachos do senhor Governador do Estado, publicados no Diário Oficial do Estado, seção I, em 10/01/2017 e 1°/11/2017, de acordo com o que estabelece o artigo 3º do Decreto nº 60.449, de 15 de maio de 2014. De acordo com o edital de concurso SAP-SP 2018, as vagas serão destinadas aos cargos de Psicólogo (23 vagas), Assistente Social (22 vagas), Terapeuta Ocupacional (05 vagas), Analista Administrativo (25 vagas), Pedagogo (05 vagas), Oficial Administrativo (265 vagas), Técnico de Enfermagem (51 vagas), Enfermeiro (12 vagas) e Cirurgião Dentista (8 vagas). Os salários oferecidos oscilam entre R$ 1.544,00 e R$ 3.243,02, além de benefícios.

Para ingresso na função, o candidato deverá atender os seguintes requisitos: a) ser brasileiro nato, naturalizado ou, em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento de gozo de direitos políticos; b) ter idade mínima de 18 (dezoito) anos completos; c) possuir os pré-requisitos e a formação necessários para exercer o cargo, conforme mencionado no Anexo II; d) estar quite com a Justiça Eleitoral; e) não registrar antecedentes criminais, encontrando-se no pleno exercício de seus direitos civis e políticos; f) possuir cópia da última declaração de Imposto de Renda entregue à Secretaria da Receita Federal, ou declaração pública de bens; g) se do sexo masculino, estar em dia com as obrigações do serviço militar, entre 1º de janeiro do ano em que completar 19 (dezenove) e 31 de dezembro do ano em que completar 45 (quarenta e cinco) anos de idade; e h) conhecer as exigências contidas neste edital e estar de acordo com elas.

Sobre os cargos do Concurso SAP-SP 2018

Assistente Social: Elaborar, coordenar, executar, avaliar e supervisionar planos, programas e projetos no âmbito do Serviço Social, buscando a efetivação dos direitos humanos; efetivar no seu cotidiano profissional a defesa intransigente dos direitos humanos, contribuindo para todas as práticas que visem a garantia e efetivação destes; atender determinações judiciais relativas à prática do Serviço Social, em conformidade com a legislação que regulamenta a profissão, o Código de Ética Profissional e as diretrizes curriculares do Serviço Social; realizar estudo social com a finalidade de subsidiar ou assessorar a autoridade judiciária no conhecimento dos aspectos socioeconômicos, culturais, interpessoais, familiares, institucionais e comunitários, na qualidade de perito social; emitir laudos técnicos, pareceres e resposta a quesitos sobre a área de conhecimento do Serviço Social além de realizar acompanhamento social a presos, presas, egressos e egressas do sistema penitenciário; entre outros.

Psicólogo: Desempenhar atividades periciais e/ou reintegração aos detentos internados nas unidades prisionais, de penas restritivas de direito e atendimento ao egresso, bem como as demais atividades previstas na Lei Federal n° 7.240, de 11 de julho de 1984 (Lei de Execução Penal) e no Decreto n° 47.930, de 07 de julho de 2003.

Terapeuta Ocupacional: Dedicar-se ao tratamento, desenvolvimento e reabilitação de pacientes portadores de deficiências físicas e/ou psíquicas, promovendo atividades com fins específicos, para ajudá-los na sua recuperação em integração social. Preparar os programas ocupacionais destinados a pacientes confinados em hospitais ou outras instituições, baseando-se nos casos a serem tratados, para propiciar a esses pacientes uma terapêutica que possa desenvolver e aproveitar seu interesse por determinados trabalhos. Planejar trabalhos individuais ou em pequenos grupos, como trabalhos criativos, manuais, de mecanografia, horticultura e outros, estabelecendo as tarefas de acordo com as prescrições médicas, para possibilitar a redução ou cura das deficiências do paciente, desenvolver as capacidades remanescentes e melhorar seu estado psicológico. Dirigir os trabalhos, supervisionando os pacientes na execução das tarefas prescritas, para ajudar o desenvolvimento dos programas e apressar a reabilitação. Conduzir programas recreativos.

Analista Administrativo: Atuar nas diversas áreas da Secretaria de Administração Penitenciária, planejando, organizando, controlando e executando os serviços de natureza administrativa-operacional, bem como, a utilização dos recursos humanos, materiais e financeiros e outros, fixando políticas de ação e acompanhando seu desenvolvimento, para assegurar a correta aplicação, produtividade e eficiência, objetivos e metas estabelecidos dos referidos serviços; analisar as características da unidade, os recursos disponíveis e a rotina dos serviços mediante dados, para avaliar, estabelecer ou alterar práticas administrativas, propondo métodos, rotinas de simplificação e racionalização dos serviços técnicos e administrativos e seus respectivos planos de aplicação; acompanhar, interpretar e aplicar a legislação da área de atuação; analisar processos e documentos, elaborando informações, ofícios, portarias e outros atos oficiais; elaborar relatórios, planos e projetos em que se exija a aplicação de conhecimentos inerentes às técnicas da unidade; entre outras tarefas.

Pedagogo: Planejar, desenvolver e coordenar cursos e eventos de capacitação; elaborar pareceres, projetos básicos, termos de referência e outros documentos; participar do planejamento curricular e de avaliação de ensino-aprendizagem; prospectar e desenvolver novas tecnologias educacionais; organizar e realizar avaliações de atividades educacionais; organizar e orientar logística dos cursos e atividades relacionadas com secretaria escolar; realizar pesquisas; sugerir e implementar métodos e técnicas de trabalho mais adequados; revisar normas e procedimentos; assessorar a direção da Secretaria da Administração Penitenciária; entre outras.

Cirurgião Dentista: Examinar, diagnosticar e tratar afecções da boca, dentes e região maxilofacial, utilizando processos clínicos ou cirúrgicos, para promover e recuperar a saúde bucal dos presos.

Enfermeiro: Planejar, organizar, orientar e executar serviços de enfermagem, possibilitando a proteção, recuperação e preservação da saúde dos presos, bem como as demais atribuições previstas no artigo 8º do Decreto Federal nº 94.406, de 08 de junho de 1987.

Oficial Administrativo: Desempenhar tarefas de apoio administrativo, de média complexidade, em diversas áreas, sob orientação frequente; prestando atendimento ao público externo e interno sobre assuntos relacionados à sua área de atuação; efetuar o controle simples de registro de papéis de interesse em sua área de atuação; classificar e arquivar textos, documentos e processos em geral de acordo com as exigências formais e legais; preparar relatórios simples e planilhas, sob a orientação de profissional responsável; redigir correspondências de natureza simples; digitar textos e documentos em geral; dar suporte administrativo na realização de eventos, reuniões e outras atividades específicas; desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo.

Técnico de Enfermagem: Executar trabalhos de enfermagem em grau auxiliar, atendendo às necessidades dos detentos enfermos, atuando sob a supervisão de enfermeiros, bem como as demais atribuições previstas no artigo 10 do Decreto Federal nº 94.406, de 08 de junho de 1987

Inscrição Concurso SAP SP 2018

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever entre 23 de janeiro e 23 de fevereiro de 2018, no endereço eletrônico oficial da empresa organizadora do concurso (www.msconcursos.com.br). A taxa de inscrição varia entre R$40,00 e R$65,00.

Provas Concurso SAP SP 2018

concurso SAP-SP 2018 contará com prova objetiva, de caráter classificatório e eliminatório, a serem aplicadas no dia 24 de março de 2018 (cargos de ensino médio e técnico) e 25 de março de 2018 (cargos de ensino superior). A avaliação contará com questões de Conhecimentos Específicos, Conhecimentos Gerais, Língua Portuguesa, Matemática e Conhecimentos de Informática.

A prova objetiva terá caráter eliminatório e classificatório e constará de questões de múltipla escolha, com 5 (cinco) alternativas cada questão. A prova será avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos.

Os locais de provas serão divulgados no dia 17 de março de 2018. Os gabaritos preliminares serão publicados no dia 27 de março de 2018.

Critérios de Aprovação

Será considerado habilitado na prova objetiva o candidato que obtiver, no mínimo, 50% de acertos.

Locais de aplicação das provas

A prova objetiva será realizada na seguinte conformidade:

1- Na cidade de São Paulo, para os candidatos ao cargo de Analista Sociocultural (Pedagogo) e de Agente Técnico de Assistência à Saúde (Terapeuta Ocupacional);

2- Na cidade de Bauru, para os candidatos que optarem pelas vagas destinadas às unidades pertencentes à Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Noroeste do Estado;

3- Na cidade de Campinas, para os candidatos que optarem pelas vagas destinadas às unidades pertencentes à Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Central do Estado;

4- Na cidade de Presidente Prudente, para os candidatos que optarem pelas vagas destinadas às unidades pertencentes à Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste do Estado;

5- Na cidade de Taubaté, para os candidatos que optarem pelas vagas destinadas às unidades pertencentes à Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região do Vale do Paraíba e Litoral; e

6- Na cidade de São Paulo – para os candidatos que optarem pelas vagas destinadas às unidades pertencentes à Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Metropolitana do Estado, da Coordenadoria de Saúde do Sistema Penitenciário e da Coordenadoria de Reintegração Social e Cidadania.

Validade

O concurso terá validade de 02 (dois) anos, contados a partir da data da publicação de sua homologação em Diário Oficial do Estado, prorrogável uma vez por igual período, a critério da Secretaria da Administração Penitenciária, não cabendo qualquer ato posterior.

Comentar com Facebook

Orçamento Federal de 2018 é sancionado com 27.988 vagas para concursos!

Lei Orçamentária Federal (LDO) para o ano de 2018 foi sancionada pelo presidente Michel Temer. A confirmação veio através da Lei nº 13.587, de 02 de janeiro de 2018, onde foram estimados a receita e despesa da União para o exercício financeiro de 2018. De acordo com o documento, estão previstas 27.988 vagas para os três poderes (Executivo, Judiciário e Legislativo).

As vagas deverão ser preenchidas através de novos editais de concursos e processos seletivos. Das vagas previstas, 21.453 são para preenchimento em cargos vagos, além da criação de 6.535 vagas nos três poderes.

Órgãos com vagas

No Poder Legislativo, o orçamento prevê o preenchimento de vagas na Câmara dos Deputados (89 vagas), Tribunal de Contas da União (10 vagas) e Senado Federal (70 vagas).

Já no Poder Judiciário estão previstas oportunidades para o Supremo Tribunal Federal – STF (53 vagas), Justiça Federal (316 vagas), Superior Tribunal de Justiça (50 vagas), Justiça Militar da União (40 vagas), Justiça do Trabalho (480 vagas) e Conselho Nacional de Justiça (8 vagas), Ministério Público da União – CNMP e MPF (07 vagas), Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (06 vagas) Ministério Público do Trabalho (12 vagas) e Defensoria Pública da União (14 vagas).

Por fim, no Poder Executivo espera-se o preenchimento de oportunidades na Marinha, Exército e Aeronáutica do Brasil (1.533 vagas), Bombeiros Militar do Distrito Federa (450 vagas), Polícia Civil do Distrito Federal (167 vagas) e Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN (516 vagas). Além disso, serão preenchidas vagas através de Substituição de Terceirizados (320 vagas), Cargos e Funções Vagos (2.779 vagas) e Banco de Professor-Equivalente e Quadro de Referência dos Cargos de Técnico-Administrativos em Educação (13.783 vagas).

Criação de Cargos – Os cargos que serão criados prevê o preenchimento de 1.507 vagas na Defensoria Pública da União (DPU) e Poder Judiciário, com 5.028 oportunidades.

Concursos Previstos 2018

Departamento de Polícia Federal (DPF)

  • Concurso: Departamento de Polícia Federal (DPF)
  • Banca organizadora: Em definição
  • Cargos: Agente Administrativo; Delegado e Perito
  • Escolaridade: Nível médio e superior
  • Número de vagas: 1.758 vagas
  • Remuneração: Até R$ 24.756,42
  • Situação: Previsto

Polícia Rodoviária Federal

  • Concurso: Polícia Rodoviária Federal (Concurso PRF)
  • Banca organizadora: Em definição
  • Cargos: Policial
  • Escolaridade: Nível superior
  • Número de vagas: 2.778 (solicitadas)
  • Remuneração: R$ 10.357,88
  • Situação: Previsto

Receita Federal do Brasil

  • Concurso: Receita Federal do Brasil (Concurso Receita Federal)
  • Banca organizadora: Esaf
  • Cargos: Auditor-Fiscal; Analista-Tributário
  • Escolaridade: Nível superior
  • Número de vagas: 2.083 (Solicitadas ao MPOG)
  • Remuneração: Até R$ 21 mil
  • Situação: Previsto
  • Previsão de publicação do edital: em breve

Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT)

  • ConcursoAgência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT)
  • Banca organizadora: A definir
  • Cargos: Técnico; Analista
  • Escolaridade: Nível médio e superior
  • Número de vagas: 720
  • Remuneração: Até R$ 12 mil
  • Situação: Previsto
  • Previsão de publicação do edital: em breve
Comentar com Facebook

Concurso Delegado PC RS 2018: Edital nos próximos dias com 100 vagas! Até R$ 20 mil!

O edital de concurso público de Delegado da Polícia Civil do Rio Grande do Sul (Concurso Delegado PC RS 2018) será divulgado nos próximos dias. O documento de abertura já foi autorizado e conta com organizadora definida. A contratada para organizar o certame foi a Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências (FUNDATEC). O contrato entre as partes já foi assinado.

concurso de Delegado da Polícia Civil/RS contará com 100 vagas. Para concorrer a uma das vagas, o candidato deverá ter graduação em direito. A expectativa é que o concurso seja composto por capacitação intelectual e de avaliação da aptidão psicológica e psiquiátrica.

São atribuições do Delegado de Polícia, entre outras previstas em Lei ou normas internas:  inquéritos policiais, termos circunstanciais e autos de prisão em flagrante; apreender objetivos que tiverem relação com o fato delituoso e requisitar perícias em geral para a formalização da prova criminal; cumprir e fazer cumprir mandados de prisão; dirigir e orientar a investigação criminal e todos os atos de polícia judiciária de uma Delegacia de Polícia de Polícia ou qualquer outro órgão policial; proceder à verificação e exame dos atos ilícitos chegados a seu conhecimento, tomando as providências jurídicas que o caso requer, elaborar relatórios, bem como representar pela decretação judicial de prisões provisórias; proceder a sindicâncias administrativas, processos administrativos disciplinares; expedir e fiscalizar a emissão de documentos. A remuneração pode chegar a até R$ 20.353,06.

Último Concurso Delegado PC RS

O último concurso de Delegado da Polícia Civil do Rio Grande do Sul aconteceu em 2009, quando contou com 157 vagas. Em 2013, a corporação contou com oportunidades para os cargos de Investigador e Agente de Polícia.

O cargo de Delegado requer, entre outros requisitos, diploma de conclusão de curso de graduação de nível superior em Direito, devidamente registrado, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação; Carteira Nacional de Habilitação com, no mínimo, categoria “B”.

O concurso contou com prova objetiva; prova discursiva; prova oral; prova de títulos; exames de saúde; avaliação de aptidão psicológica; sindicância da vida pregressa; e curso de formação profissional. A prova objetiva contou com duas partes e questões de múltipla escolha, cada uma com 5 alternativas, nas disciplinas de língua portuguesa; direito penal; direito processual penal; direito administrativo; direito constitucional; direito civil; e direitos humanos.

Para aprovação, o candidato precisou atingir, no mínimo, 50% da pontuação das questões em ambas as partes. Para ser aprovado na prova discursiva foi necessário obter pelo menos 60% da pontuação.

Informações do concurso
  • Concurso: Delegado de Polícia Civil do Rio Grande do Sul
  • Banca organizadora: FUNDATEC
  • Escolaridade: superior
  • Número de vagas: 100
  • Remuneração: até R$20mil
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: AUTORIZADO
Comentar com Facebook

Você está pronto para a vida de concurseiro?

Estabilidade, salários acima da média e carreira pública é o desejo de muita gente, mas como todo mundo sabe, não é nada fácil chegar ao rol dos premiados em uma vaga pública. A grande questão é: você realmente está disposto a encarar uma vida de concurseiro?

Pode parecer exagero e também, não estamos pensando em desanimar ninguém, mas existem pontos cruciais que precisam ser levados em consideração, antes de engrenar de vez, nessa aventura de concursos.

1. Foco e disciplina: no meu ponto de vista este item é fundamental para seguir adiante, você tem que ter muito foco e disciplina para ser um concurseiro de verdade. Muitas vezes, vendo de fora, não dá pra ter uma noção exata do quanto é importante estes quesitos. Mas, a pessoa que não é disciplinada, vai ter muito dificuldade em enfrentar uma rotina de estudos, principalmente se tiver que conciliar trabalho e estudo, então se você encaixa neste perfil, pense que esta é a primeira parte que você deve trabalhar, antes de qualquer outra fase.

2. Abrir mão de algumas horas de lazer e com a família: ninguém está dizendo que você vai se isolar do mundo completamente, até mesmo porque algumas horas de lazer são fundamentais para manter a sua saúde mental. No entanto, alguns sacrifícios precisam ser feito em relação às horas vagas que você tem e neste ponto, a disciplina será mais que necessário, pois todos sabem o quanto é mais fácil e prazeroso, ficar a toa na frente da televisão, por exemplo.

3. Saber lidar com as decepções: apesar de todo o sacrifício e dedicação a aprovação pode demorar a vim a acontecer e, para grande maioria das pessoas, a frustação da derrota não é nada fácil de superar e, muitas vezes, após uma reprovação já desiste de tudo. Mas, é fundamental entender que, para uma vida de concurseiro, isso tem que se tornar uma coisa comum, ou ainda, encarar como mais uma prova reprovada, até alcançar o seu objetivo.

4. Investimento Financeiro: novamente, somente a dedicação não é suficiente, é fundamental entender que vida de concurseiro sai caro. As taxas de inscrições custam em média R$ 100,00 cada e, se você estiver com intuito de fazer provas em outras regiões, tem que lidar, ainda, com os custos de deslocamento, para cada prova feita. Além disso, para otimizar os seus estudos, é muito comum ter que comprar apostilas ou ainda, entrar nos cursinhos preparatórios. 5. O que você está disposto a deixar para trás: pode parecer um tanto quanto radical, mas a vida de concurseiro significa abandonar muitas coisas e adotar um novo estilo de vida. Assim, é importante pensar, por exemplo, se você quer realmente largar a sua atual carreira e começar do zero em uma nova? Enquanto você estuda, está disposto a diminuir seu atual padrão de vida? E se você passar em um concurso para uma vaga fora do seu estado, como vai ficar a sua família em relação a isso.

Comentar com Facebook

Concurso SAP SP 2018: Expectativa de edital com 416 vagas este mês!

A Secretaria Estadual de Administração Penitenciária de São Paulo trabalha para divulgar a abertura de edital de concurso público (Concurso SAP SP) ainda este mês. O órgão conta com duas autorizações para concursos que, juntas, oferecem nada menos que 416 vagas.

A Secretaria vai realizar nesta sexta-feira, 05 de janeiro, o pregão eletrônico para definir a organizadora do concurso SAP SP 2018. A expectativa é a empresa seja definida para que o edital seja publicado ainda este mês.

O primeiro edital foi autorizado em janeiro de 2017 com 23 vagas, enquanto a segunda autorização foi publicada no início de novembro para 393 vagas. O órgão divulgou no Diário Oficial do Estado do dia 08 de novembro (veja abaixo), a comissão que será responsável pelo concurso público. Das 393 vagas do concurso SAP/SP autorizado em novembro, 316 serão reservadas a candidatos com o ensino médio e 47 para os graduados (nível superior). As 23 vagas estão distribuídas entre as funções de Agente Técnico de Assistência à Saúde (03), Cirurgião Dentista (08) e Enfermeiro (12).

Já as 393 vagas estarão distribuídas entre as funções de Agente Técnico de Assistência à Saúde  – Psicólogo (23), Agente Técnico de Assistência à Saúde – Assistente Social (19), Agente Técnico de Assistência à Saúde  – Terapeuta Ocupacional (05), Analista Sociocultural – Pedagogo (05), Analista Administrativo (25), Técnico de Enfermagem (51) e Oficial Administrativo (265).

O concurso SAP SP 2018

Para nível médio, o salário inicial do Oficial Administrativo é de R$ 1.294 em caso de 50% do complemento de Prêmio de Desempenho Individual (PDI) e R$ 4.184, no caso de 100% do PDI. Já a remuneração de Técnico de Enfermagem chega a R$ 1.754,74.

Prepare-se: Apostila Concurso SAP SP 2018

Já para nível superior, a remuneração inicial chega a R$2.179,02 para Psicólogo, Assistente Social e Terapeuta Ocupacional, enquanto o cargo de Pedagogo conta com salário de R$ 2.320,84 com 50% do Prêmio de Desempenho Individual e R$ 2.695,34 para 100% do benefício). Por fim, o cargo de Analista Administrativo terá remuneração de R$ 2.320,84, com 50% do PDI e R$ 2.695,34 para 100%.

Último Concurso

O último concurso de Oficial Administrativo foi realizado em 2011, quando contou com 200 vagas e participação de 12.182 candidatos. A organização foi da Fundação Vunesp, que aplicou provas de Língua Portuguesa (30 questões), Matemática (05 questões), Noções de Informática (05) e Conhecimentos Gerais (20).

Concurso SAP SP para Agente Penitenciário

A Secretaria Estadual de Administração Penitenciária de São Paulo tem concurso em andamento para preencher 1.034 vagas no cargo de Agente de Segurança Penitenciária. Desse total, 934 serão destinadas ao sexo masculino e 100 para o sexo feminino. O certame foi divulgado em maio de 2017.

Para concorrer a uma das vagas no concurso SAP/SP 2018, o candidato deverá ter nível médio completo. Além disso, ter idade mínima de 18 anos e estar em dia com as obrigações do serviço militar são requisitos para concorrer a uma das vagas. O salário chega a R$ 2.695,88, por jornada de trabalho em escala de 12hx36 horas. A empresa MS Concursos tem responsabilidade do certame. Do quantitativo de vagas, 52 serão reservadas aos portadores de necessidades especiais.

Os inscritos no concurso público foram avaliados por provas objetivas no dia 06 de agosto de 2017, nas cidades de Bauru, Campinas, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, São Paulo, Sorocaba ou Taubaté.

Comentar com Facebook

Concurso STJ 2018: Contrato com o CESPE é assinado! Edital para nível médio e superior e até R$12mil

concurso público do Superior Tribunal de Justiça (Concurso STJ 2018) para diversos cargos efetivos do órgão será divulgado a qualquer momento! No último dia 15 de dezembro, o órgão deu um importante para a publicação do edital. Foi divulgado no Diário Oficial da União, a escolha do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) para prestação de serviços técnicos especializados na organização e realização de concurso público para provimento de cargos efetivos do STJ.

Já no dia 27 de dezembro, a empresa organizadora e o órgão assinaram o contrato (veja abaixo), com objetivo de prestação de serviços técnicos de organização, planejamento e realização de concurso público para provimento de cargos efetivos do quadro de pessoal do órgão.

A comissão do certame já trabalha para divulgar a abertura do certame o mais breve possível. Previsto para ser lançado em 2017, o certame vai ser publicado logo no início de 2018. Agora, com a assinatura de contrato com a empresa da organizadora, a expectativa é que em breve seja divulgado o documento de abertura do certame.

Lembrando que o órgão já havia autorizado e anunciado a comissão organizadora que terá a missão de definir os detalhes do edital. O grupo de trabalho é composto pelos servidores Inaê Cerqueira Alvarenga; Waldelice Aparecida de Oliveira Poncioni; Neyde Rocha Navatta; Greice Kerr Mandruzato; Roberto Bezerra, matrícula; Gerardo da Silva Gomes; e Daniela Cabral Dias de Carvalho. A comissão já realiza reuniões com frequência para decidir os cargos que serão oferecidos no certame.

O concurso STJ 2018 ainda não contam com oportunidades definidas, mas é bem certo que o certame terá oportunidades para os cargos de Analista Judiciário – Área: Judiciária, Analista Judiciário – Área: Administrativa e Técnico Judiciário – Área Administrativa. Além disso, outras especialidades devem ser contempladas.

Sobre os cargos do Concurso STJ 2018

O cargo de Analista Judiciário – Área Judiciária terá requisito de diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). A missão do cargo é realizar atividades de nível superior relacionadas ao recebimento, análise e processamento de petições e feitos, à verificação de prazos processuais, à juntada de petições aos autos, à análise, classificação, cálculo, atualização e contabilização de valores, à preparação de proposta orçamentária de precatórios, à análise, indexação e pesquisa de jurisprudência, bem como à realização de estudos e elaboração de minutas de relatório, entre outras.

Já o cargo de Analista Judiciário – Área Administrativa requer diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). A missão do cargo é realizar atividades de nível superior desenvolvendo as funções de planejamento, execução e controle relacionadas à administração de recursos humanos, materiais e patrimoniais, orçamentários e financeiros, ao desenvolvimento organizacional, licitações, contratos, auditoria, dentre outras.

O Técnico Judiciário – Área Administrativa tem requisito de certificado de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau), expedido por instituição de ensino reconhecida pelo órgão competente. A missão é de executar tarefas de apoio à atividade judiciária e de suporte técnico e administrativo às unidades organizacionais, relacionadas às funções de recursos humanos, material e patrimônio, licitações e contratos, orçamento e finanças, controle interno e auditoria, segurança e transporte, entre outras.

Já a função de Analista Judiciário – Área Administrativa – Segurança tem exigência de diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e Carteira Nacional de Habilitação Categoria “D”. O cargo deverá realizar atividades de nível superior, desenvolvendo funções de planejamento, execução e controle relacionadas à segurança pessoal de magistrados, autoridades, servidores e demais pessoas nas dependências do STJ, à segurança patrimonial e das comunicações, entre outras.

Por fim,o cargo de Técnico Judiciário – Especialidade Tecnologia da Informação tem requisito de certificado de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau) ou de curso técnico equivalente, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo órgão competente, e habilitação específica em cursos de Tecnologia da Informação que somados apresentem carga horária mínima de 120 horas-aula. A função deverá realizar atividades de nível intermediário, de natureza técnica, relacionadas à execução de tarefas que envolvam suporte técnico e administrativo em desenvolvimento, implantação, manutenção de sistemas informatizados, tecnologias de rede, banco de dados, sistemas operacionais, segurança da informação, tecnologias de colaboração, internet, telecomunicações e microinformática.

Provas Concurso STJ 2018

A expectativa é que os inscritos neste concurso do STJ sejam avaliados por provas objetivas, prova discursiva (somente para os cargos de Analista Judiciário), além de teste de aptidão física, somente para o cargo de Analista Judiciário – Área: Administrativa – Especialidade: Segurança.

A prova objetiva deve contar com as seguintes disciplinas:

Técnico Judiciário – Área: Administrativa: língua portuguesa, noções de informática, noções de direito constitucional, regimento interno, raciocínio lógico, noções de sustentabilidade, noções de direito administrativo, noções de administração geral e público e noções de administração financeira e orçamentária.

Analista Judiciário – Área: Judiciária: língua portuguesa, noções de informática, atualidades, direito administrativo, constitucional, regimento interno, direito civil, direito processual civil, direito penal, direito processual penal, direito tributário, direito previdenciário, direito empresarial e legislação especial.

Conforme o último edital, para ser aprovado os candidatos precisaram obter nota igual ou superior a 10,00 pontos na prova objetiva de Conhecimentos Básicos P1; nota igual ou superior a 21,00 pontos na prova objetiva de Conhecimentos Específicos P2; e nota igual ou superior a 36,00 pontos no conjunto das provas objetivas.

Salários do concurso

Além da tão sonhada estabilidade, os candidatos que ingressarão no órgão vão contar com excelentes salários e benefícios. De acordo com a Lei 13.317, sancionada em junho de 2016 pelo governo, serão reajustados o salário-base e gratificação de atividade judiciária (GAJ). Com o aumento, a remuneração base para Analista Judiciário, Áreas Judiciária, Administrativa e demais especialidades chegarão a R$ 11.007. Os candidatos ainda terão direito aos benefícios de auxílio-alimentação, saúde e natalidade, o que pode fazer o salário chegar a R$12mil.

Já para Técnico Judiciário, o salário chega a R$ 6.709, valor que ainda terá acréscimo dos benefícios (alimentação, saúde, natalidade), o que pode fazer o salário chegar a até R$ 7.893.

Sobre o STJ

O STJ também é chamado de “Tribunal da Cidadania”, por sua origem na “Constituição Cidadã”. É de responsabilidade do STJ julgar, em última instância, todas as matérias infraconstitucionais não especializadas, que escapem à Justiça do Trabalho, Eleitoral e Militar, e não tratadas na Constituição Federal, como o julgamento de questões que se referem à aplicação de lei federal ou de divergência de interpretação jurisprudencial. Na primeira hipótese, o Tribunal analisa o recurso caso um Tribunal inferior tenha negado aplicação de artigo de lei federal. Na segunda hipótese, o Superior Tribunal de Justiça atua na uniformização da interpretação das decisões dos Tribunais inferiores; ou seja, constatando-se que a interpretação da lei federal de um Tribunal inferior é divergente de outro Tribunal (incluso o próprio Superior Tribunal de Justiça), o STJ pode analisar da questão e unificar a interpretação.

Comentar com Facebook

Concurso da Prefeitura de Santo Anastácio SP 2018

Prefeitura  de Santo Anastácio, Estado do São Paulo, anunciou a abertura de dois editais de concurso público (Concurso Santo Anastácio SP) para ocupar 14 vagas em diversos cargos destinados a todos os níveis de escolaridade. A empresa CMM Concursos tem a responsabilidade do certame.

O edital nº 01/2018 oferta 11 vagas para cargos de Auxiliar de Enfermagem, Enfermeiro, Farmacêutico, Motorista e Agente Comunitário de Saúde.

Já o edital nº 02/2018 oferece 3 vagas para cargo de Bombeiro Municipal, que requer ensino médio completo, estatura mínima de 1,55m para candidatos do sexo feminino e 1,60m para candidatos do sexo masculino, possuir CNH de categoria B e ter idade entre 18 a 35 anos.

A renumeração oscila entre R$ 918,63 e R$ 2.847,19, mais adicional noturno para cargo de Bombeiro, vale-alimentação e adicional de periculosidade.

Inscrição e Provas Prefeitura de Prefeitura de Santo Anastácio SP 2018

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever até o dia 17 de janeiro de 2018, no site oficial da organizadora do concurso (www.cmmconcursos.com.br ). A taxa de inscrição oscila entre R$ 30,00 e R$ 60,00.

O concurso da Prefeitura de Santo Anastácio SP terá provas objetivas para todos os cargos, mais prova prática para cargo de Motorista, além exames de saúde pré-admissional e toxicológico, provas de condicionamento físico geral, avaliação psicológica, apresentação de atestado de antecedentes, curso de formação técnico-profissional para o cargo de Bombeiro e provas de habilidade específica.

As provas objetivas serão aplicadas no dia 4 de fevereiro de 2018, em locais e horários que serão divulgados através do próprio edital.

Sobre o concurso Prefeitura de Prefeitura de Santo Anastácio SP 2018

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

DAS PROVAS E DOS PRINCÍPIOS

4.1 O Concurso Público será de Provas Objetivas (escritas) para todos os cargos e contará com uma segunda fase para o cargo de Motorista quando será feita a avaliação prática sendo também eliminatória e classificatória. A duração da prova escrita será de 03 (três horas), já incluído o tempo para o preenchimento da folha de respostas.

4.2 O candidato deverá comparecer ao local designado com antecedência mínima de 1 (uma) hora, munido de caneta azul ou preta, lápis preto e borracha e UM DOS SEGUINTES DOCUMENTOS NO ORIGINAL: – Cédula de Identidade RG; – Carteira de Órgão ou Conselho de Classe; – Carteira de Trabalho e Previdência Social; – Certificado Militar; – Carteira Nacional de Habilitação, emitida de acordo com a Lei 9.503/97 (com foto); – Passaporte.

4.3 As provas ocorrerão no período da manhã. Os portões serão fechados às 09h00min e mais nenhum candidato poderá adentrar o local das provas. As provas terão duração de 03 (três) horas.

4.4 As provas objetivas (escritas) desenvolver-se-ão em forma de testes, por meio de questões de múltipla escolha, na forma estabelecida no presente Edital.

4.5 Será considerado aprovado o candidato que obtiver nota igual ou maior que 40,0 (quarenta), numa escala de 0,0 (zero) a 100,0 (cem), ficando os demais eliminados do concurso.

4.6 A prova prática objetiva avaliar o grau de conhecimento e as habilidades do candidato de forma teórica e por meio de demonstração, prática das atividades inerentes ao cargo ou função, respeitando-se o conteúdo descrito no Anexo III do presente Edital.

4.7 A prova prática será realizada na mesma data, em locais e horários a serem informados durante a realização das provas escritas. A critério da CMM Concursos e da Prefeitura Municipal de Santo Anastácio/SP, caso o número de candidatos ultrapasse o máximo de provas compatíveis, as provas práticas poderão ser remarcadas para outra data.

Informações do concurso
  • Concurso: Prefeitura de Santo Anastácio-SP
  • Banca organizadora: CMM Concursos
  • Escolaridade: fundamental, médio e superior
  • Número de vagas: 04
  • Remuneração: entre R$ 918,63 e R$ 2.847,19
  • Inscrições: até 17 de janeiro de 2018
  • Taxa de Inscrição: entre R$ 30,00 e R$ 60,00.
  • Provas: 4 de fevereiro de 2018
  • Situação: PUBLICADO

 

Edital Concurso da Prefeitura de Santo Anastácio SP 2018

Comentar com Facebook